Como são os testes de inteligencia

Ir em baixo

Como são os testes de inteligencia

Mensagem por Admin em Sab Mar 08, 2014 8:11 am

Olá a todos, é um prazer editar mais um tópico  Very Happy  Very Happy 

   Para ele todas as habilidades humanas possuem um fator geral e um específico, que os denominou defator g e fator respectivamente. Ambos os fatores estão presentes em todas as habilidades, porém em algumas predomina o fator g e em outras o fator e, tornando-as diferentes umas das outras. Na tentativa de explicar, por que algumas pessoas desenvolvem mais certas habilidades do que outras, Spearman recorreu a hipótese de “energia mental”.  O fator g seria essa energia que é subjacente e constante. Por isso, as habilidades que possuem predominância do fator g, serão mais fáceis para o sujeito desempenhar (Butcher, 1972). Em oposição à teoria de Spearman surgiu a Teoria Multimodal da Inteligência, formulada por Thorndike. Ele defendia que a inteligência seria constituída por um grande número de ligações nervosas, específicas e dependentes, ou seja, a soma de todas as capacidades que atuam nos atos mentais. Também sugere três fatores da inteligência: abstrato que é a capacidade de lidar com idéias e símbolos; concreto que é  facilidade para manejar objetos; e social que é a aptidão para trabalhar com pessoas e situações sociais(Ancona-Lopez,1987).
   Outra teoria que surgiu foi a das Capacidades Mentais Primárias, concebida por Thurstone, por volta de 1930 que considerava a inteligência como um conjunto de capacidades mentais primárias. São elas: capacidade numérica; capacidade visual; a indução; um fator que favorece a rapidez da percepção e outro a flexibilidade; dois fatores verbais que facilitam a associação, um deles responsável pela forma da resposta e outro ao significado; por último um fator responsável pela fluidez verbal. Essas capacidades possuem quantidade relativa, variando tanto entre as pessoas bem como em cada indivíduo (Ancona-Lopez, 1987).
O trabalho norte-americano após 1945, realizado por Guilford tenta explicar a Inteligência de uma outra forma. Ele faz uma classificação sob três títulos (operações, produtos e conteúdo) de possíveis tipos de capacidades. Essas capacidades podem variar quanto a: 1)os processos psicológicos básicos: cognição, memória, produção divergente (diante de uma situação-problema o indivíduo cria uma variedade de hipóteses) e produção convergente (capacidade de unificar todas as hipóteses criadas em um único conceito), avaliação (habilidade de avaliar a qualidade da decisão); 2)o tipo de material ou conteúdo: símbolos (letras, números e palavras), semânticos (material significativo, como palavras e sentenças), figuras e comportamentos; 3)às formas apresentadas pela informação quando está sendo processada, ou produtos cognitivos: unidades (única palavra ou idéia); classes (conjunto de unidades); relações (relacionamento entre unidades ou classes); sistemas (seqüência organizada de idéias); transformações (mudanças de unidades ou classes); implicações (predições do futuro) (Butcher, 1972).
No final do século XX, nos Estados Unidos, surge uma outra teoria proposta por Howard Gardner chamada de Inteligências Múltiplas, que diferencia sete tipos universais de inteligência. São elas: 1.inteligência musical, facilidade de tocar um determinado instrumento; 2. inteligência corporal-cinestésica, consiste em ter controle dos movimentos do corpo, assim como os jogadores; 3.inteligência lógico-matemática, poder intelectual de dedução; 4. inteligência lingüística, facilidade em lidar com palavras, seja na escrita ou na fala; 5. inteligência espacial, utilizada na navegação e no uso de mapas; 6. inteligência interpessoal, facilidade em perceber o outro, seu estado de ânimo, sua motivação, etc., sem que necessariamente haja comunicação; 7. inteligência intrapessoal, é o conhecimento próprio, reconhecer seus sentimentos, suas emoções, etc(Gardner, 1995).
   Para Gardner a inteligência não consiste apenas na capacidade de resolver problemas, mas, na capacidade de elaborar produtos e mesmo problemas dentro de seu meio. Para ele as inteligências possuem raízes biológicas, ou seja, sem a necessidade de treinamento a pessoa está preparada para desempenhar as inteligências. Afirma também, que as sete inteligências são independentes, em certo grau, pois se uma for afetada a outra não se perde (Gardner, 1995). 

Agradeço a todos, até mais  Very Happy  Very Happy 
Créditos:psicologiananet.com.br
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 119
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 25
Localização : Brasilia-DF

Ver perfil do usuário http://escoladapsicologia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum